QUANDO SÓ DANÇAR NÃO BASTA

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

Em junho, demos início ao nosso GRUPO DE ESTUDOS SOBRE DANÇAS ORIENTAIS ÁRABES. A ideia surgiu a partir da crescente curiosidade de algumas alunas que sempre me procuravam, além das salas de aula, para saber sobre a origem das danças, principais bailarinos, diversos estilos e modalidades.

O mais curioso foi que as perguntas vieram das minhas alunas mais iniciantes. Não podia deixar de acolher uma demanda tão preciosa e que me encheu de orgulho. As perguntas mereciam um momento a parte, discussões mais profundas, reflexão e prazerosos encontros entre pessoas que se gostam e querem compartilhar conhecimento.
Ficou acordado um encontro por mês, aos domingos, com três horas de duração. Iniciamos debatendo as prováveis origens da Dança Árabe e agora estamos estudando as bailarinas das décadas de 30 e 40 que divulgaram para todo mundo essa maravilhosa arte por meio do cinema egípcio.
Os encontros abrem espaço ainda, para debater assuntos atuais e pertinentes à dança e à sua valorização enquanto arte e profissão, utilizando publicações em blogs, revistas, livros, podcasts e tantos outros veículos que vêm fazendo discussões incríveis e de grande importância para quem ama as Danças Árabes e quer abraçá-las de forma séria e completa.
Já somos 10 integrantes e o grupo é aberto. Todos podem e devem identificar suas necessidades, o rumo e o ritmo para os estudos. Isso é revisto em todos os encontros e cada integrante se responsabiliza por trazer um tema previamente estudado, podendo lançar mão de vídeos, referências bibliográficas, imagens, monografias e qualquer outro material que possa ilustrar e enriquecer o assunto.
Mais informações, escreva para nilza@tendadossonhos.com.br. Será um prazer falar com você!