DANÇA DO VENTRE E O LÍCITO DIREITO À SENSUALIDADE.

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

Queridas colegas da Dança do Ventre.

Quem já não sentiu necessidade de explicar pro mundo que a Dança do Ventre não é uma dança vulgar, sexual, que não é feita meramente para seduzir os homens e blá, blá, blá? Tudo isso é a mais pura verdade, mas, por outro lado, será que não estamos nos explicamos demais???Por vezes sinto que temos um certo receito de admitir que a Dança do Ventre é mesmo uma dança sensual. E isso acaba se refletindo na nossa interpretação nos palcos. Comumente abrimos mão da sensualidade com medo de cair no lugar comum ou na vulgaridade. Como se nós mulheres, no nosso dia a dia, não soubéssemos exatamente a diferença entre o vulgar e o sensual?!?! Com isso, será que nossa dança não corre o risco de ficar sem graça, técnica demais, sem sentimento, sem expressão???No ano passado, durante seus workshops, Gamal e Khaled Seif por várias vezes cobraram de nós mais sensualidade durante a dança. Khaled chegou a dizer algo como: “eu não preciso ensinar vocês como seduzir, preciso??? Oscar Flores, bailarino argentino, cobrou a mesma coisa em um de seus recentes cursos aqui no Rio, chamando atenção para um determinado passo que, segundo ele, deveria ser executado com muuuita sensualidade.

Eu gosto muito de olhar para os lados e ver como os bailarinos de outras modalidades de dança lidam com assuntos semelhantes aos nossos. Eu já estudei flamenco e tudo que eu via era os bailarinos se orgulhando da sensualidade de seus passos. A repetição nos ensaios era justamente para que pudessem explorar cada vez mais a sensualidade.Como dei aulas de Dança do Ventre em academias de vários tipos de dança, tive um razoável contato com bailarinos e professores de tango, zouk e salsa – danças repletas da mais pura sensualidade explícita. Danças que, assim como a Dança do Ventre, não têm alma alguma sem sensualidade. E assim como no flamenco, nunca vi um bailarino de tango pedindo desculpas ou permissão para ser sensual. Nenhum bailarino de zouk tem vergonha de ser sensual e aqueles que dançam salsa expõem toda sua sensualidade com a mais pura alegria pra quem quiser ver! Por que a Dança do Ventre não pode se orgulhar do mesmo? Por que temos tanto receio de ser sensuais ou de admitir a sensualidade da nossa dança?? Vou arriscar um palpite. Será que um dos motivos é que na Dança do Ventre a bailarina comumente está sozinha no palco? Não divide a responsabilidade de ser sensual com um parceiro? Talvez… não sei.De  qualquer forma, acho que vale à pena quebrar paradigmas quando o assunto é liberdade para expressar nossa dança com todas as características que a ela pertence. Além do mais, arrisco dizer que as brasileiras parecem ter mais preocupação com isso do que bailarinas de outras nacionalidades, incluindo as próprias egípcias.

Gente, bora ser feliz com toda nossa sensualidade!!! Vamos deixar que ela venha da nossa alma e do nosso coração. A Dança do Ventre merece essa liberdade!

Bjs a todos.