CACHÊ X DIVULGAÇÃO!

Tempo de leitura: 3 minutos

 

Cachê X Divulgação? Porque Um Pelo o Outro?

Show de Dança do Ventre. Cachê X Divulgação

Olá Gente Dançante!!!!

Quem de nós bailarinas já não recebeu a clássica propostas “Cachê X Divulgação”?

Em resumo, uma proposta para dançar de graça, sob a alegação de que lucraríamos muito, apenas com a possibilidade de divulgarmos o nosso trabalho??? A proposta mais parece uma benção quando o proponente (não dá pra chamá-lo de contratante) nos diz que podemos inclusive distribuir nossos cartões e falarmos onde damos aula ao final do show. Olha que incrível?! Muito meigo, não é??? 🙂

O pior de tudo é perceber que o mercado da dança não evoluiu muito e que as mesmas propostas que chegavam até mim por inúmeras vezes, por volta de 10 anos atrás, ainda continuam nos sendo oferecidas e ainda seduzem as bailarinas inexperientes e em início de carreira.

Quando é que vamos, nós bailarinas, entender que propostas como essas não só são aviltantes por desmerecerem e desvalorizarem todo o trabalho e esforço do artista, como também sucateia nossa profissão, estagnam o mercado e assim prejudica toda uma classe de bailarinas?

Acima de tudo, diga pra mim, o nome de pelo menos uma bailarina, uma só, que tenha feito carreira brilhante na Dança do Ventre, se apresentando de graça, apenas divulgando o seu trabalho? Uma profissional que tenha se tornado uma referência entre nós, uma professora e bailarina de grande renome!

Olha, meus leitores atentos, já passou da hora de interrompermos este círculo “propostas indecorosas – vontade desvairada de dançar”. Ele só existe porque, nós bailarinas, o alimentamos. Se quisermos mesmo fazer parte de um mercado de dança mais justo e sério, precisaremos dar o primeiro passo e mudarmos de atitude. Enquanto existir bailarinas dispostas a serem exploradas enquanto outros profissionais e proprietários de estabelecimentos lucram, dificilmente veremos nossa profissão crescer com dignidade e justiça.

Uma coisa é dançar de graça num evento beneficente, numa festa fechada entre amigos, num show sem fins lucrativos. Mas aceitar dançar num bar, numa festa num restaurante onde todos estão lucrando, menos vc??? Acorda bellydancer!!!! Você está dando um tiro nos pés! Hoje vc está dançando por uma divulgação que não será efetiva, se contentando com os aplausos e tirando de si e de outras, a possibilidade de um cachê justo. Amanhã, vc se cansará e perceberá que seus esforços foram em vão. Desistirá. Outra ainda menos experiente do que você tomará o seu lugar, garantindo assim a perpetuação do mercado barato e desvalorizado. Todas perdem, incluindo vc que ainda sonha com uma carreira brilhante e com o reconhecimento profissional.

Por tudo isso, acredito que seria muito bom se pudéssemos desde o início da formação dos nossos alunos, realizar debates periódicos nas escolas sobre a realidade do mercado da Dança do Ventre e sobre as diversas questões que incluem a formação do bailarino profissional.

Precisamos entender o poder transformador dos nossos gestos e passos não somente nos palcos, mas também enquanto atitude profissional consciente e politizada, em busca de melhores mundos para todos nós que investimos de verdade nos nossos sonhos.

Um grande beijo a todos!!!! 😉

Kisses

 

Gostou deste artigo? Assine o Blog Nilza Leão na caixa abaixo, para receber nossas atualizações.