POR QUE “FIFI ABDO” E “HAFEZ”?

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

Olá meus queridos leitores!!!

Quem me conhece já sabe que há um mês eu adotei um casal de gatinhos lindos!!! A fêmea, eu dei o nome de “Fifi Abdo” e o macho, o nome de “Hafez”. E embora eu esteja profundamente apaixonada, o post de hoje não é para falar deles, mas sim, das personalidades que emprestaram seus nomes aos meus filhotes tão amados. Aqui vai a foto dos danadinhos!!!! 😉

Jpeg
Fifi Abdo
DSC00524
Hafez

Muitas alunas minhas, ainda iniciantes, não sabiam o porquê desses nomes e vieram me perguntar. Dai, pensei em escrever este post para falar rapidamente desses grandes artistas árabes que admiro tanto.

Primeiro, vamos falar de Fifi Abdo, uma magnífica bailarina egípcia conhecida por sua grande alegria e espontaneidade ao dançar. Dona de um quadril absurdamente ágil, solto e lindo, Fifi veio de família humilde e se tornou um dos grandes nomes da Dança do Ventre, uma referência de bailarina para todo o mundo da dança em diversos países. Sua dança alegre, irreverente e cheia de personalidade é marcante e inconfundível. Ela nasceu em 26 e abril de 1953 e tornou-se muito famosa por volta da década de 70. Sua vinda ao Brasil pela primeira vez está sendo aguardada para 2014.

Abaixo, alguns vídeos de Fifi Abdo. Sem dúvida alguma, uma das minhas bailarinas prediletas!!! Basta clicar nas imagens para apreciar uma dança única, repleta de felicidade. Amo muito!!!! 😉

fifi_abdo
Neste vídeo, um close de um quadril incomparável!!!!
download
Um dos vídeos mais famosos de Fifi.
Fifi
Dançando com a capa que ela eternizou e hoje leva o seu nome aqui no Brasil.

Sobre Abdel Halin Hafez. Nascido em julho de 1929, Hafez foi um dos grandes nomes da música egípcia, extremamente admirado pelo seu povo. Além de cantor, foi produtor, ator e professor de música. Também veio de uma origem muito pobre e órfão de pais muito cedo, criou-se num orfanato até alcançar notoriedade e reconhecimento por seu talento artístico. Dizem que era de uma generosidade incomparável e assim como Fifi, ajudou muitas instituições dedicadas ao cuidado de crianças carentes.

Seus shows eram frequentemente realizados em arenas bem amplas e espaços abertos, tendo em vista o tamanho do seu público.

Ainda jovem, contraiu esquistossomose e aos 47 anos de idade, faleceu de insuficiência hepática em um hospital em Londres, no dia 30 de março de 1977.

O vídeo que trago pra vcs é de uma das composições egípcias mais belas que conheço. Na verdade, “Qariat El Fingan” é a minha música árabe preferida, que fala de um amor perdido. Alguns textos sobre as obras de Halim Hafez garantem que ele escreveu esta música para um amor da juventude. Os pais da amada não aceitavam o namoro dos dois, tendo em vista a origem humilde do cantor. No entanto, quando ele ganhou proeminência, o casamento foi consentido. Mas não se realizou, pois a noiva de Hafez adoeceu e veio a falecer ainda  jovem.

A história de Hafez é cheia de dificuldades, de emoções e de grandes feitos. Uma história repleta de amor, e que inspira muito a minha vida artística.

Assista o vídeo clicando na imagem abaixo e se emocione com esta música maravilhosa!!!! 😉

Super beijo!!!!!

Abdel+Halim+Hafez

Banner Sorteio 3 anos